21/01/2013

Repartição das Fananças*

Hoje fomos à repartição das finanças. No parque em frente estava um arrumador. Estacionei o carro e ele ia dando indicações, que na verdade, não eram precisas.
Depois de sair do carro digo-lhe:
- Desta vez, não lhe dou nada, está bem?
- Está bem, sim. Claro. Obrigado.
Não lhe paguei nada e ele ainda me agradeceu.
Ela pergunta-me:
- Deste-lhe alguma coisa?
- Não.
- Então, mas o que é que lhe disseste?
- Disse-lhe que desta vez não lhe pagava nada.
- Mas este é o mesmo que da outra vez?
- Não, mas ele também não sabe disso.
Na verdade, o que eu acho que ele já tem pena das pessoas que se deslocam às finanças. Vai daí, não se chateia nada quando não lhe dão.
Chegando à repartição, estava lá um polícia. Pus-me a pensar um pouco e percebi porque é que ele lá estava. É que apesar de ali não haver nada para roubar, há, pelo contrário, muito por onde se ser roubado.
Senti-me bastante mais seguro. Sabia que não ia ser assaltado às claras.

*Fananças é do verbo fanar. Se não for, passa a ser.

6 comentários:

  1. Eu digo sempre "pago quando voltar. Tome bem conta do carro, ok?" , mas depois nunca estão lá no fim. Eu quero muito pagar, eles é que desaparecem, com pena minha. :p

    pippacoco.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já me responderam assim a esse argumento "Isso é o que dizem todos! Depois nunca pagam.".

      Eliminar
  2. Hum, eu acho que tiveste sorte com o arrumador. Encontraste um muito bem educadinho. Uma vez que fiz isso a resposta foi do género: "&%#$@! piiiiiiiii" (censurada)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou educado ou mto bem de finanças ;)

      Eliminar
  3. Não gosto nada de arrumadores! Já me chega bem a EMEL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E já me chega bem o preço a que está o gasóleo :)

      Eliminar

Se queres deixar link, faz assim:
<a href="LinkDoTeuBlogue">NomeDoTeuBlogue</a>

Se viste algum erro e só queres fazer o favor de me avisar, faz assim:
TBD Erro->Correção

Se achaste graça, faz assim:
Ahahaha!

Se fazes questão que te responda, deixa um ponto de interrogação.

Se queres comentar anonimamente, assina no fim com um nome mais ou menos falso.

Em todos os comentários, deves tratar-me por tu. A não ser que me queiras insultar. Nesse caso, trata-me na terceira pessoa.